Prova de vida: Como vai funcionar a obrigatoriedade em 2021?

Prova de vida: Como vai funcionar a obrigatoriedade em 2021? (Imagem: Reprodução/Google)

Os beneficiários do INSS têm até o mês de março para realizar a prova de vida para não ter o pagamento bloqueado. O Instituto Nacional do Seguro Social adiou o bloqueio de aposentadorias e pensões de segurados que estão sem fazer a prova de vida desde março de 2020.

O INSS adiou por um mês o bloqueio dos benéficos para quem ainda não realizou a prova de vida. Dessa maneira, os segurados têm o mês de janeiro e fevereiro para comparecer a agência bancária e fazer a prova de vida.

Diante disso, os bloqueios começaram a partir do final de março. É importante lembrar que a data anterior era fevereiro, mas, devido ao aumento de casos da Covid-19 em todo o país e sendo os beneficiários, em sua maioria, integrantes do gruo de risco, o Instituto resolveu adiar a prova de vida mais uma vez.

Prova de vida

A prova é obrigatória e ocorre anualmente para os beneficiários do INSS que devem comparecer a uma agência do Instituto, ou ao banco em que é correntista para provar ao Estado que está vivo.

Aqueles que não puderem comparecer por motivo de doença ou dificuldade de locomoção podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador devidamente cadastrado no INSS. Essa medida também vale para os beneficiários que residem no exterior.

Porém, devido à pandemia e a prorrogação publicada no Diário Oficial da União, mesmo aqueles que não realizarem a prova, continuarão recebendo o benefício até o mês de março, sem risco de bloqueio, informou o INSS.

Porém, quem for deve ir diretamente ao banco em que recebe o pagamento e apresentar um documento de identificação com foto, podendo ser a carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e entre outros.

Fonte

Compartilhe!

Deixe uma resposta 0 comentários